Produtos: Flanela, e água, bastonetes de algodão, aspirador de pó, folha de jornal.

O teclado é um repositório de lixo. Embaixo das teclas podemos encontrar coisas realmente nojentas, como lascas de unha, pêlos, cabelos e poeira, por exemplo. Muitos passam apenas um espanador de pó no teclado e limpam a superfície com um pano úmido, mas isso não elimina o que está por baixo. Existem dois níveis de limpeza, o básico e o intensivo.

Básico: Coloque a folha de jornal sobre a mesa e vire o teclado de ponta cabeça. Depois, chacoalhe-o para que a sujeira embaixo do teclado caia sobre o jornal.

Pegue o aspirador de pó e use-o para sugar entre as teclas do teclado. Alguns modelos vêm com bocais mais estreitos, que permitem melhor sucção.

Agora, com uma flanela levemente umedecida, limpe as teclas, evitando exercer muita pressão sobre elas. Use o bastonete de algodão (para quem não sabe, é o popular cotonete) levemente umedecido para limpar o espaço entre as teclas e os cantos que são inacessíveis para a flanela.

Avançado: A técnica de virar o teclado sobre o jornal e chacoalhá-lo não é a mais eficiente para remover a sujeira que fica embaixo das teclas. A maioria dos teclados permite a remoção das teclas para limpeza e, para isso, é necessário usar uma pequena chave de fenda.

Sem fazer força, posicione a ponta da ferramenta entre as teclas e, com movimento de alavanca, remova-as. Lembre-se: o teclado é delicado e você não deve exercer força. Evite remover a barra de espaço. Ela é mais complicada de encaixar, pois possui uma armação de arame para melhorar a firmeza enquanto digitamos.

Já sem as teclas, use o aspirador para sugar as sujeiras maiores e, em seguida, use a flanela levemente umedecida e também o bastonete de algodão para os cantos. Por último, seque tudo com uma flanela seca e limpa. Não faça esse procedimento em notebooks.

Peguei essas dicas do site G1